Dia da Criatividade – pode ser que ela não apareça

Hoje – mesmo que o dia já esteja terminando – é o comemorado o Dia da Criatividade. Logo, pensei em postar algo sobre um case bem diferente digno da data em questão. Pensei em algumas ações desse ano, marcas que costumam inovar, marcas que estão chegando. Fiz até algumas buscas pelo grande amigo Google. Mas não consegui lembrar de nada que seja A criatividade em campanha.

Por isso, pensei que seria mais fácil falar sobre a criatividade em si. Falar que às vezes ela some, que ficamos em busca da criatividade perfeita, que todo dia quando chegamos na agência ou na empresa nos deparamos com mil e uma opções para desenvolver essa tal criatividade, mas ela simplesmente desaparece. Mas achei muito clichê, até porque no meu blog de pensamentos aleatórios eu já tinha comentado sobre isso há anos atrás.

Aí pensei em falar do profissional criativo. Em como no mundo da comunicação eles podem ir do céu ao inferno no mesmo dia. Elogios e alterações andam lado a lado na profissão do criativo. Juro que pensei em explorar esse lado da moeda. Mas mais uma vez não achei interessante o suficiente para destacar em um post. Todos nós sabemos do valor dos criativos e conhecemos a velha história do aumenta a logo.

E enfim cheguei a conclusão de que o Dia da Criatividade nada mais é do que a prova concreta de como esse povo é criativo em criar datas sem sentido. Fui mais uma vez recorrer ao Google e entender o sentido da comemoração. Nenhum fundamento teórico. Apenas alguém algum dia resolveu usar a criatividade e estipular o Dia da Criatividade. Então não preciso me desesperar fazendo um super post brilhante em homenagem, né?

Brincadeiras à parte, quero parabenizar a todos que precisam usá-la, não só na comunicação, mas em tantas outras áreas. Afinal, precisa ser muito criativo mesmo para fazer o salário mínimo brasileiro durar por 1 mês.

17/11/2011 at 11:19 pm 2 comentários

Sacola da Puma dissolve na água

Marketing sustentável. É isso que a Puma anda fazendo com a sua nova sacola ecologicamente correta. Assunto frequentemente explorado pela mídia, as sacolas de plástico causam danos ao meio ambiente, já que sua decomposição demora 100 anos! Por isso, a campanha de marcas preocupadas é tornar suas sacolas recicláveis, feitas de lona ou de outros tecidos. Mas a Puma foi além e fez o que ninguém imaginava.

Fabricada com amido de milho, a sacola 100% biodegradável é dissolvida facilmente na água em apenas 3 minutos. E se você não quiser se dar ao trabalho de mergulhá-la por aí, basta esperar 3 meses que ela se decompõe naturalmente. “Clever Little Shopper”, esse é o nome da nova embalagem.

Estima-se que mais de 192 toneladas de plástico e 293 toneladas de papel deixarão de ser produzidos por ano com a sacola inteligente.

10/07/2011 at 3:56 pm 1 comentário

Como usar o Google +? Um guia sobre a nova rede social!

O lançamento da rede social Google + foi o burburinho desta semana entre os social media addicts. Depois de dispontar com o botão +1 pelas buscas, ganhar um convite para a sua nova rede social virou questão de necessidade urgentíssima. Por isso, corri atrás do meu e agora posso dizer o que achei do Google +!

Primeiro de tudo: EU AMEI!  Isso resume meu sentimento de euforia. Achei realmente muito interessante várias propostas que ele trouxe, que de um modo geral, se diferenciam sim do Facebook. Como você, pensei que poderia ser uma tentativa do Google de chegar perto da carinha do Face. Que nada, achei super original. A adaptação é bem simples, o layout é clean (o que me agrada muito), privacidade de maneira criativa e outras coisinhas mais. Vou listar aqui algumas funções e a carinha dele como um todo:

1 – Círculos

Piadinha com os círculos é o que não falta na web. Mas pra que servem? Aqui você seleciona seus grupos de convívio e amizade, limitando cada macaco no seu galho. Quer dizer que aquele seu vizinho que você precisa adicionar por educação entrará no círculo “vizinhos” e só vai receber as atualizações que você quiser que ele receba. Nada de publicar e todos lerem. Ao comentar, postar fotos ou vídeos etc e tal você seleciona para qual grupinho seleto será distribuída a informação. Meus círculos estão vazios. Temos vagas, por favor, entre em contato com a gerência assim que você acessar a rede. Grata.

2 – Streams

Assim como você só publicará informações para quem quiser, pode também selecionar os círculos que quer fofocar. É só selecionar no campo Stream o high society da vez e pronto, ler e compartilhar. Como podem ver, NO circles, NO streams. Vem logo genti!


3 – Fotos

Olha como seu álbum aparece fofinho! A disposição das imagens é bem legal. E quando você seleciona alguma foto ele aparece como um slideshow. Inclusive, cuidado com o que você tem postado pelos serviços do Google. Ele puxa suas informações e aquelasimagens de 1970 que não devem ser divulgadas mais, porém em algum dia você quis dividir, pode aparecer no Google +. Não curti. – 1 para esse detalhe! + 1 para a opção “excluir” (Calma viu? Para tudo dá-se um jeito!).



4  -Compartilhamento

Veja que simples. Comente, poste e publique apenas para quem quiser. Mais uma vez os círculos que mandam! Veja alí embaixo as opções para quem compartilhar.

5 – +1s

Aqui aparecem todos os marks que você fez pelas suas andanças no Google. Marcou com +1 algum site bacana no buscador? Vai aparecer aqui. Seria isso quase um Delicious? Eu gostei hein! Ainda posso navegar pelos +1s dos amiguinhos. Já marquei meu blogzinho lindo, obviamente!



6 – Sparks

Vamos ser sinceros, isso aqui é a comunidade do Orkut. Tá elitizada por enquanto, mas, sabemos lá até quando. Nesse espaço você pode dividir seus contatos de acordo com seus interesses. E fazer contato com pessoas que estejam na sua mesma vibe.

7 – Hangouts – Seu lindo

Aquele encontrinho que a gente sempre empurra com a barriga e vive dizendo “vamos marcar sim, mas vamos mesmo” acabaram com o Hangout. O que eu mais gostei disso tudo, aqui você faz vídeo conferências com seus amiguinhos selecionados nos círculos. Não é cute? Mistura de Skype, Msn, Twitcam e por aí vai. Já consigo pensar em várias estratégias para empresas com essa ferramenta. Que o Google permita perfis para as marcas! My wish!

8 – Perfil

Só para mostrar o perfil mesmo, normalzinho, coisa fofa!

Não sei se perdi alguma coisa, mas ainda estou explorando. Daqui a 1 mês, quando todos estiverem por lá, com certeza o Google+ ficará ainda mais divertido! E aí, o que acharam? Eu já pensei em 543 possibilidades dento da rede! Borbulhas de criatividade! Chegou enfim a vez do Google?

Agradecimento a @victorvasques que me concedeu o convite para brincar!

01/07/2011 at 2:49 am 8 comentários

Que tipo de estrela do Facebook é você?

A rede social que mais cresce no Brasil já começa a ganhar usuários típicos por aqui. E não é diferente em outros lugares. Por isso a agência EVB criou um vídeo muito criativo citando cada um dos tipos mais encontrados na rede social. O vídeo não é apenas uma produção engraçadinha. Ele serve também para divulgar o aplicativo “The Altoids Curiously Strong Awards” que aponta e premeia os tipões do Facebook.

Para descontrair:

05/06/2011 at 1:33 pm Deixe um comentário

Prosumidor – O que é isso?

Prosumidor nada mais é do que o consumidor que produz conteúdo, ou seja, o produtor + consumidor. Ele é capaz de dividir suas experiências, pautar tendências e contribuir no processo de criação de produtos e serviços. O termo foi criado por Alvin Toffler, escritor de “A Terceira Onda“, leitura mais do que recomendada.

Essa característica produtora começou a ser desenvolvida através da poderosa internet. Com ela, consumidores de todo o mundo identificaram a facilidade de comunicar e compartilhar.  O consumidor deixa de ser passivo, não aceitando mais informação apenas de um emissor. Ele corre atrás de outras fontes, entende seus direitos e busca por eles e, enfim, cria voz nas redes propagando seus conhecimentos. A partir daí temos dois cenários que são encarados pelas marcas todos os dias: o prosumidor feliz e o prosumidor indignado.

O primeiro relata suas boas experiências com uma empresa, elogiando ao extremo o atendimento, serviço ou produto. Para esse a marca precisa estar em conexão com seus comentários, respondê-los e replicar para outros consumidores relatando a eficiência de sua companhia. Além disso, através desse elogio é possível criar afinidade com o prosumidor feliz e recompensá-lo por sua “ajuda”, transformando-o em um exímio evangelizador da marca. O caso #kitkatnobrasil é uma clara manifestação do prosumidor feliz, que quer tanto desfrutar dos prazeres do chocolate que criou uma campanha especialmente implorando à Nestlé que o produto seja vendido em seu país. Se for feita a busca no Twitter do termo vemos milhares de citações e apoio de outros prosumidores. Mas cadê e Nestlé? Interação zero, nenhum tipo de retorno nas redes e pelo visto, muito pouco empenho para satisfazer seus clientes. Aliás, pode ser um pulinho para se criar um ódio mortal da marca.

(mais…)

16/04/2011 at 4:48 pm 4 comentários

Couch Surfing – O que é isso?

Um dia desses estava eu lendo o Olhar Digital, leitura obrigatória pra quem quer saber sobre web e tecologia. Foi então que me deparei com o Couch Surfing. Mas o que seria isso? Um site em formato de rede social que permite que você se conecte com viajantes de todo o mundo.

Lá, é possível criar vínculos por puro interesse. Acredite, as pessoas desta rede social esperam encontrar amigos camaradas que doem um espacinho do seu lar para se hospedarem durante sua viagem. É por isso que o nome é bem peculiar e traduzido ao pé da letra quer dizer “surfando no sofá”. Ocupar o sofá alheio em outras culturas é o objetivo desses internautas.

O projeto, além de permitir este intercâmbio, também dá opções para aqueles menos aventureiros. Podem ser criados e organizados eventos, festas e passeios turísticos. E olha que, apesar da minha ignorância, o projeto não é novo. Desde 1999 já havia sido registrado este domínio, porém apenas em meados de 2006 ele começou a ganhar forma.

Acabei descobrindo, comentando sobre o assunto pela web, que um amigo já utilizou seus serviços e não se arrepende. Por isso, resolvi fazer uma pequena entrevista com @thulks para que ele me contasse sua experiência e pudéssemos ter uma visão melhor sobre o Couch Surfing.

1- Como você conheceu o Couch Surfing?

Eu estava com alguns amigos na praia fazendo um luau quando um guri de Curitiba perguntou se éramos do ‘CS’, já que a comunidade do Recife tinha combinado um Meeting no mesmo local. Ficamos curiosos com o ‘CS’ e então ele explicou que era o Couch Surfing (não Counter Strike), como era e funcionava. Me interessei e então criei o perfil.

(mais…)

23/02/2011 at 9:41 pm Deixe um comentário

Falando de redes sociais – novidades de 2011

Se você pensar “oras, mas eu já conhecia essa rede social em 2010” não me julgue. Como para mim são todas novas, sim, são novidades de 2011. E resolvi fazer um mix dessas  redes fresquinhas na internet que realmente me interessaram e possuem uma proposta de integração com pessoas bem bacana. Em duas delas eu já estou me aventurando e em outra só espiando. Mas mesmo assim, deixarei aqui minhas considerações de mais essas nossas companhias da web. Vamos falar do Quora, Cromaz e do Parobook. Por partes, para ninguém ficar perdido.

QUORA

Fui apresentada ao Quora dando aquela rodadinha básica noturna nos meus blogs preferidos de comunicação. E lá estava o post do Midiatismo me dizendo que deveria me arriscar e tentar o Quora. Dito e feito. Acessei e criei meu perfil. Como o próprio post diz, essa rede social pode ser uma boa candidata à tendência 2011. Sua meta é fazer com que seus usuários discutam assuntos de interesse comum agregando conhecimento. Na verdade, ele disponibiliza o espaço para que qualquer um levante um questionamento e qualquer outro possa responder de acordo com suas experiências. Nele, também existem seguidores e seguidos. Então, no todo, o Quora tem um quê de Formspring, Twitter e Wikipédia.

(mais…)

05/02/2011 at 3:03 am 8 comentários

Posts antigos


FOLLOW ME

Atualizações Twitter

PARCEIROS

Pense nisso:

Que marcas você quer deixar no planeta? Calcule sua Pegada Ecológica.
setembro 2016
S T Q Q S S D
« nov    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930